categoria

Viagens
30 maio, 2018

Dicas de Viagem: O que fazer em Buenos Aires?

Feriado chegando e o assunto escolhido para inspirar nosso day off é: Viagem!

Quem me acompanha nas redes sociais sabe que acabei de voltar de alguns dias em Buenos Aires, na Argentina. Eu adoro essa cidade e ainda pretendo voltar muitas e muitas vezes.

Para inspirar vocês a também conhecer esse local que está tão pertinho de nós (ou quem sabe voltar) trouxe algumas dicas essenciais sobre o que fazer pela capital. Vem ver!

Calle Florida

A Calle Florida é uma das ruas mais famosas e tradicionais de Buenos Aires. Ela fica localizada no centro da cidade e por isso é um dos melhores locais para apreciar a arquitetura antiga em meio a prédios e monumentos clássicos e bem conservados. Ir bater perna por lá exige tempo e disposição, afinal a rua é extensa e repleta de lojas, café e até vendedores ambulantes e pocket shows de Tango pela rua.

Durante o trajeto pela Calle Florida, recomendo parar no shopping Galerias Pacifico, que concentra diversas lojas bacanas e é bem bonito. Esse passeio é mais indicado para quem está indo conhecer a cidade pela primeira vez, pois exige tempo e paciência de andar no centro em meio a multidão. Porém, é uma opção tanto para o dia quanto para a noite, já que mesmo ao anoitecer as ruas continuam movimentadas e as lojas fecham bem tarde. O caminho para a Calle Florida também permite observar e até parar em outros pontos importantes da cidade, como a Casa Rosada, Plaza de Mayo, Café Tortoni, Obelisco eTeatro Colón.

Caminito

Visitar o Caminito é aquele típico passeio que não importa quantas vezes você já foi à Buenos Aires, você vai querer voltar nesse local. As casas coloridas que ali estão são referência por todo o país e cenário dos principais cartões postais. Lá, além de ser um ponto artístico onde concentra-se galerias de artes e artísticas de rua expondo pinturas, artesanatos e até shows de tango no meio da rua, é também uma referências em restaurantes com comida típica argentina, lojas de souvenirs e cafés, bares e docerias com doces tradicionais argentinos. Vale a pena ir de manhã, tirar belas fotos e almoçar por ali.

Há 5 minutos do Caminito está o Estádio Bombonera, vale a pausa para uma visita e depois recomendo seguir pelas ruas da região. Esse é o bairro La Boca, super charmoso!

San Telmo

San Telmo é um bairro em Buenos Aires que vale a pena conhecer! A região é boêmia. Lá você encontra antiquários e cafés tradicionais, mas também é uma região onde concentram-se muitos bares e restaurantes agitados, recomendo o tradicional Café de la Poesia, que representa bem a vida noturna de Buenos Aires. Se você for conhecer o bairro a tarde ou no final da tarde, vale a parada na Plaza Dorrego, onde concentram-se restaurantes e cafés ao ar livre…dá pra pedir um drink e ficar apreciando shows de tango que acontecem por ali.

Recoleta 

Outro bairro especial na cidade é o Recoleta. A região tem um certo ar europeu com comércios e residências sofisticadas e charmosas. Eu fiquei hospedada nessa região e adoro toda a dinâmica que acontece por ali. É um bairro completo, com ruas que englobam lojas de grife e também lojas mais simples e tradicionais da Argentina. Ótimos bares e restaurantes concentram-se nessa região, os mais turísticos são o Hard Rock, Grand Bar Dazon e Portezuelo. Os hotéis também são de boa qualidade.

Alguns pontos mais turísticos do bairro são: Floralis Genérica (imagem acima), escultura gigante de aço e alumínio em formato de flor, é uma obra do famoso arquiteto Eduardo Catalano e engloba um sistema hidraulico que fecha suas pétalas no pôr do sol e abre novamente as 8 da manhã. A Plaza Francia é uma praça conhecida por sua feira livre de artesanato e comidas e bebidas regionais. Até o cemitério do bairro é famoso e se tornou ponto turístico! Rs.

Puerto Madero

Para quem curte um cenário mais moderno, o bairro de Puerto Madero é o lugar ideal! É um bairro da cidade localizado em uma área portuária que foi toda revitalizada na década de 90 e caiu no gosto tanto dos moradores quanto dos turistas. O longo calçadão às margens do Porto proporciona uma vista linda!

Não demorou muito pra região, juntamento com Palermo Soho, se transformar em um dos principais polos gastronômicos da capital. Mas além dos bons restaurantes, alguns pontos indispensáveis por ali são: Ponte de La Mujer (homenagem às mulheres e representação de um homem e uma mulher dançando Tango), Fragata Samiento (embarcação âncorada no Dique 3), Reserva Ecológica e Cassino Buenos Aires.

 

Minhas dicas extras incluem restaurantes e hotéis que vale a pena conhecer:

Alvear Palace Hotel

Dessa vez eu me hospedei no Alvear Palace Hotel, em Recoleta. Ele é um clássico de Buenos Aires e possui toda uma atmosfera charmosa e sofisticada. Mesmo se não optar por se hospedar nesse hotel, recomendam que desfrutem do Chá da Tarde oferecido à todo o público (não só aos hospedes), é delicioso e super especial.

Meu café da manhã com clima de jardim! Adorei ter esse visual toda a manhã por alguns dias!

Faena Hotel

O Faena Hotel está localizado em Puerto Madero e também não precisa ser hospede para poder conhecê-lo. A visita vale muito a pena para os apaixonados por arquitetura e design. Os ambientes são luxuosos e exuberante.

Recomendo que reservem um jantar para comer em um dos restaurantes localizados no Faena. Nunca decepciona! O ambiente é incrível e a comida mais ainda.

El Burladero

Restaurante de culinária espanhola que é simplesmente divino! Fica em Recoleta e vale a visita com muita fome para poder aproveitar o máximo dos pratos que eles oferecem.

Comi essa maravilhosa Paella Negra e ainda experimentei as tortilhas espanholas, que foram as melhores que já comi na vida!

El Sanjuanino

Que provar as tradicionais empanadas argentinas? O El Sanjuanino é para obrigatória! Fica localizado em Recoleta e já ganhou diversos prêmios por vender a melhor empanada de Buenos Aires. Não importa se sua fome é de doce ou de salgado, as empanadas estão disponíveis em várias versões e realmente ganha os corações (e o paladar) de quem experimenta.

Madero Tango

Não tem como ir à Buenos Aires e não apreciar um clássico show de Tango. O Madero Tango fica localizado em Puerto Madero e é um dos lugares mais incríveis para viver a experiência de assistir a um show completo desse estilo musical, pois o local combina a música com uma bela vista (para o Porto!) e com uma comida excelente. Você pode escolher diferentes pacotes (Premium, VIP, executivo e platéia) e aproveitar esse momento de acordo com sua preferência tanto de gosto como de bolso. Os shows são lindos e muito bem elaborados!

E então amores, gostaram das dicas?

Beijos da Alê e Bom Feriado para todas vocês! <3

G.Plus - Facebook -
3 maio, 2018

Dicas de Viagem: Restaurantes em Miami

Oi meus amores,

Como muitas de vocês já devem saber, cheguei esses dias de mais uma viagem, dessa vez o destino foi Miami! Eu adoro a cidade, a praia, o clima mais badalado… e a cada vez que eu vou descubro novos hot spots por lá (sem abrir mão de alguns que faço questão de ir toda vez).

Pra facilitar minhas leitoras que moram em Miami ou aquelas com planos de curto ou até mesmo longo prazo de visitar a cidade, deixo aqui algumas dicas preciosas de lugares para comer, beber e se divertir por lá:

Bâoli

O Bâoli é um clássico de Miami! É a parada ideal se você busca por agito, afinal, ali você vai encontrar restaurante, bar e balada. Tente chegar cedo para aproveitar o clima mais intimista de jantar e pedir bons pratos (a comida é delíciosa!) e então vá estendendo a noite pedindo alguns drinks da casa e curtindo o som que, conforme vai ficando mais tarde ele vai aumentado e de repente você está praticamente em uma balada, rs.

Se você quer aproveitar mais o local para conversar e ficar na presença de amigos, opte por uma mesa na área externa, mas se você quer badalar, peça uma mesa na área interna e depois você poderá até subir nela para dançar!

Villa Azur

Assim como o Bâoli, o Villa Azur também é um local super convidativo para aproveitar o melhor da noite em Miami. A diferença está mais na arquitetura que é mais clássica e no cardápio gourmet com opções mediterrâneas. Lá você pode ficar madrugada a dentro e ainda curtir o som e o badalo dos melhores DJ´s.

Jaya The Setai

O The Setai é um dos melhores hotéis de Miami. Fica localizado bem no centro de Miami Design District, distrito histórico e super artístico em South Beach. Não atoa, o hotel também é uma super inspiração artística com um design super moderno e incrível. Mas, a melhor parte com certeza é o restaurante asiático Jaya dentro do hotel. Se quer viver uma experiência gastronômica maravilhosa e diferenciada em Miami, vá se deliciar com a culinária do Jaya, prometo que não irá se arrepender!

Le Sirenuse

O Le Sirenuse é outro restaurante localizado dentro de um super hotel de Miami, o Four Seasons. Já dá pra imaginar o nível do ambiente e da comida, né? Rs. O menu tem uma proposta mediterrânea, mas justamente pelo chef ser um renomado chef italiano, recomendo que provem qualquer massa do cardápio. Uma delícia! O local é super aconchegante, bonito e está super em alta na cidade. Vale a visita!

Seaspice

Sem dúvidas outro ponto queridinho e mega badalado em Miami é o Seaspice. Nem pense em arriscar uma mesa sem antes reservar, lá é bastante concorrido! Ele fica as margens do Miami River, portanto é maravilhoso para alugar barco e estacionar ali “na porta” do restaurante e poder curtir de tudo um pouco. Nós fomos de barco e foi um passeio delicioso. O ambiente é charmoso, a comida é maravilhosa e é uma opção sem erros tanto para almoço quanto para o jantar.

Shake Shack

Última dica gastronômica eu confesso que é bem clichê, mas eu não poderia deixar de citar, rs. O Shake Shack, para mim, é uma das melhores hamburguerias do mundo..sempre que vou aos EUA e tenho oportunidade eu aproveito as delícia dessa lanchonete queridinha!

Espero que tenham gostado das dicas.

Beijos da Alê.

G.Plus - Facebook -
4 abril, 2018

Dicas de Viagem: Minhas experiências em Courchevel

Oi amores,

Na semana passada voltei de uma viagem super encantadora, o destino da vez foi diferenciado: os Alpes Franceses, mais especificamente Courchevel, conhecida como a maior e mais luxuosa estação de ski do mundo.

Courchevel fica quase na fronteira da França com a Suiça, por isso para chegar lá você pode fazer diferentes caminhos pelos dois países. O lugar é um sonho para os amantes de ski, mas mesmo quem não é fã do esporte também costuma se apaixonar por esse destino. A estação é dividida em 5 altitudes, que configuram as pistas de ski para iniciantes, intermediários ou avançados.

Lá tudo é uma bela paisagem e quanto mais você sobe as montanhas mais mágica parece que a cidade vai se tornando. Eu e meu marido escolhemos nos hospedar no maravilhoso Le K2, localizado na pista de Cospillot, a mais alta do Vale, conhecida como Courchevel 1850. A área, também chamada de “Village Palace”, concentra hotéis e chalés renomados e um vilarejo com lojas de grandes marcas internacionais, além de poder se apreciar dali as vistas mais espetaculares.

O Le K2 é minha dica número 1 em Corchevel. A experiência de se hospedagem em um hotel considerado “6 estrelas” supera as expectativas e realmente cumpre tudo que promete. A começar pela arquitetura e design super aconchegantes e requintados. São apenas 29 acomodações em um ambiente repleto de comodidade e bem estar.

Toda uma atmosfera onde você realmente consegue viver a experiência de estar em meio a montanhas, conhecendo os alpes franceses e envolto por muita neve e um cenário que parece até cenográfico.

Lá também existe um espaço para comprar e alugar equipamentos de ski. Todo conforto e disponibilidade para aproveitar o melhor do destino são oferecidos logo dentro do hotel.

Para quem curte esquiar, as pistas são de ótima qualidade e uma extensão de  instrutores se espalham por todo o resort oferecendo diferentes experiências e possibilidades. Você pode percorrer todo o local através de lifts e teleféricos que caminham pelas estações.

E não dá pra negar que também Courchevel é um verdadeiro paraíso da boa gastronomia e boas compras. Restaurantes premiadíssimos e lojas de luxo se concentram ali.

Falando em gastronomia, vocês sabem que se há algum prazer nessa vida que eu adoro investir meu tempo e dinheiro é com bons restaurantes e boa comida, rs. Sou super adepta a viver diferentes experiências gastronômicas principalmente durante minhas viagens.

E como vocês sempre me pedem dica de o que conhecer e onde comer, vou compartilhar os restaurantes que frequentei com Courchevel e comentar um pouco sobre eles. Anotem as dicas!

Le Montgomerie

O Le Montgomerie é um dos restaurantes que ficam dentro do Hotel Le K2. É super exclusivo e intimista com pouquíssimas mesas e só abre para o jantar, por isso exige reserva com bastante antecedência. Ali se vive uma verdadeira experiência gastrônomica. As duas estrelas Michelin não negam um menu super gourmet e original.

O clima é super aconchegante com uma linda vista para as pistas e montanhas. O menu de drinks e comidas é inusitado e o esquema é como uma degustação de ingredientes diferenciados e super de qualidade. Tudo estava incrível!

Esse foi um dos pratos que provamos. Além de tudo a apresentação também é maravilhosa.

Le Base Kamp

Ainda parte do Le K2, nós também experimentamos o serviço do Le Base Kamp, restaurante mais descontraído com ambiente aberto e em meio as pistas de ski. Foi a melhor opção para uma parada rápida, prática e de quebra saborosa durante nossas aventuras de esquiagem, rs.

Comi um peixinho leve e super delicioso. Vale a parada, sim!

Le Chabichou

o Le Chabichou é um outro hotel bastante tradicional de Courchevel, mas o seu restaurante, que carrega o mesmo nome do hotel é outro local bastante disputado por lá. Também possui 2 estrelas Michelin e por isso exige reserva. O ambiente é luxuoso e encantador e a comida não teria como ser diferente, é divina!

La Fromagerie

IMPERDÍVEL! O La Fromagerie é um restaurante mais rústico com menu que inclui opções de fondues e racletes. Peçam o fondue de queijo com trufas, foi simplesmente o melhor que já comi na minha vida, rs.

Le Nammos

Quer agito e praticidade ao mesmo tempo? Le Nammos é o lugar! O restaurante já é famoso na Grécia, e não da pra negar que também é hit em Courchevel. Ele está localizado em meio as pistas, por isso é uma ótima opção de parada entre uma jornada de ski e outra sem ter que ir até o centrinho da cidade. Foi uma das melhores vibes que senti por lá! Além de um menu delicioso de comidinhas e drinks, fica rolando música boa em um som alto, o pessoal se empolga e até sobem nas mesas para dançar e curtir.

É uma opção maravilhosa de happy hour no fim da tarde com muita badalação e gente bonita em meio a neve e a um cenário tão surreal. Parada obrigatória!

Le 1947

E por último, uma das experiências mais surreais que já vivi no mundo gastronômico, rs. A começar que o Le 1947 é o restaurante do top hotel Cheval Blanc, que faz parte do grupo LVMH e possui outras unidades – apenas – em Maldivas e St Barths. Esse é mais um restaurante conhecido por sua premiação de estrelas Michelin e por isso também é super exclusivo. Comporta apenas 22 clientes que ali vivem um modelo de menu degustação que nunca vi nada parecido. A cada prato que chega até a mesa é uma surpresa nova. Tudo extremamente saboroso e não poderia deixar de citar a massa de brioche que fizeram na hora em nossa frente. Virei fã e voltaria inúmeras vezes!

Quem estiver com viagem marcada a Courchevel ou pretende conhecer a cidade em breve, não deixem de anotar essas dicas, são realmente valiosas, rs.

O destino é realmente dos sonhos e tudo por lá é surpreendente. Vale cada detalhe, cada experiência.

Beijos da Alê.

G.Plus - Facebook -
12 março, 2018

Dicas de Viagem: Restaurantes, Bares e Docerias para conhecer em Paris

Oi amores, tudo bem?

Depois de falar tanto sobre os últimos fashion weeks aqui no blog, voltei com dicas de viagem! Apesar da correria em Paris, consegui conhecer lugares incríveis onde apreciei a boa gastronomia da cidade.

Já tinha minha “listinha” de restaurantes favoritos pela capital francesa, mas dessa vez conheci novos lugares e alguns deles foram direto para minha lista do amor (e da gula!rs). É claro que não poderia deixar de compartilhar com vocês a minha seleção de onde comer bem, tomar bons drinks e apreciar as doçuras e encantos de Paris (Obs: leia até o final, pois deixei os meus dois preferidos por último!)

L’Avenue

A primeira dica pode ser bastante comum para algumas de vocês, pois o restaurante L’Avenue é um clássico em Paris. Ele está localizado na luxuosa Avenida Montaigne e sem duvidas é um dos principais hotspots da cidade, até porque é muito frequentado e recomendado por diversas celebs internacionais – como Justin Bieber, Kanye e Kim e Beyonce – e também é o point de muitas modelos e fashionistas durante as semanas de moda.

O fato é que por ali você pode realmente encontrar um menu diversificado, comida deliciosa e ambiente super agradável. Recomendo sentar do lado de fora e ficar apreciando a beleza da região. É um local onde os preços são mais elevados, o “público” está sempre bem arrumado, e você irá sim encontrar muitos brasileiros comendo ali, mas posso afirmar que cada detalhe vale a pena! As batatas fritas fininhas e crocantes são o ponto alto da casa, mas não perde muito para as saladas e o steak tartar…huumm!!

La Fontaine de Mars

Outro clássico de Paris é o restaurante La Fontaine de Mars que fica nas proximidades do Museu do Louvre e já foi frequentado por Barack Obama. O restaurante costuma estar lotado por isso é indicado fazer reservas, e o prato principal do menu é um típico prato da culinária francesa, o Cassoulet.

*imagens retiradas da internet

O cassoulet é uma espécie de “feijoada francesa” feita com feijão branco e carne de pato ou ganso. Sem dúvidas esse é um dos melhores lugares para apreciar a culinária francesa, e também recomendo provarem alguma sobremesa do cardápio, são divinas!

Monsier Bleu

Quer uma opção mais badalada para almoçar, jantar ou apenas tomar bons drinks? Monsier Bleu Palais de Tokyo é o lugar! De quebra, o local ainda “oferece” uma vista deslumbrante para o Rio Sena e a Torre Eiffel caso você escolha sentar na varandinha charmosa do restaurante. Me indicaram comer a massa trufada do menu deles e realmente parece um sonho de tão deliciosa! Caso não consiga mesa (pois é bem disputado), tente ao menos sentar no balcão do bar e aproveite os drinks e petiscos também muito gostosos.

Le Stresa

Se você, assim como eu, é tão fã de massas ao ponto de não abrir mão de experimentar a culinária italiana mesmo que em outros países, considere com todo o seu coração essa dica valiosa! O Le Stresa, na minha opinião, é o melhor restaurante italiano de Paris! As massas são de qualidade altíssima e o sabor é impecável. Se tem vontade de conhecer, faça reserva com antecedência porque apesar do lugar aparentemente “discreto”, esse é um dos restaurantes mais cobiçados de Paris. Por essas mesas já passaram – e passam – grandes artistas. O dress code é mais “rigoroso” e eu recomendo a escolha para um jantar mais intimista.

Lou Lou

Uma opção mais “diurna” e descontraída para também aproveitar opções italiana (mas aqui é mais diversificado e você também encontra outros tipos de culinária, como a própria francesa) é o descolado Lou Lou, dos mesmos donos do Monsier Bleu. O cenário do restaurante é um show a parte! Ele fica localizado no Jardim de Tuileries do Museu Arts Decoratifs, dentro do Louvre. Um dos pontos fortes também é o fato de estar aberto o dia todo e você poder escolher esse ambiente deslumbrante para almoçar, jantar ou apenas tomar café, um chá da tarde, lanchar ou tomar alguns drinks. Minha dica é experimentar as pizzas! Mas todas as entradinhas e sobremesas também valem a pena.

Kinugawa

Quer conhecer um restaurante japonês em Paris? Kinugawa! Prometo que vai virar um dos seus queridinhos pelo mundo. Não é atoa que é um dos preferidos de Karl Lagerfeld e do squad Bella e Gigi Haddid e as irmãs Jenner! O clima é mais badaladinho e a decoração bastante moderna. Preço justo e as opções são super agradáveis e satisfatórias.

Hemmingway Bar

Se for procurar uma opção apenas para tomar uns drinks entre amigos ou até em casal, o bar do tradicional Hotel Ritz é com certeza uma das melhores opções. Ambiente super aconchegante, sofisticado e muito bem decorado. As opções de bebidas são diferenciadas e excelentes. O único porém é o fato de ser obrigatório efetuar reserva para conseguir frequentar o local, afinal é um ambiente mais intimista e com poucas mesas.

Café Angelina

Vamos falar de opções para um maravilhoso lanche da tarde ou para apreciar os doces de Paris? Meu lugar favorito para esse tipo de ocasião é, sem duvidas, o Cafe Angelina. Parada obrigatória independente de minha agenda e programações. É o melhor chocolate quente do mundo! As opções de lanche da tarde também são de dar água na boca. E pra quem quer provar os doces, eles tem uma opção chamada Mont-Blanc que é divina. E as Eclairs também são sensacionais. É pertinho do Museu do Louvre, na Rua Ravioli…não deixem de conhecer!

Carette

Na Praça do Trocadero, de frente para a Torre Eiffel, está uma das mais famosas patisseries e casa da chás de Paris! Os doces de lá são encantadores, e melhora mais ainda depois que experimentamos, rs. O Mil Folhas é minha recomendação número 1!

Meert

A Meert é uma lojinha de doces super charmosa em Paris! É um clássico por lá, pois existe desde 1761…uau! Vale a pena provar – ou comprar pra trazer – de tudo um pouco, mas as principais recomendações é o waffle e um doce chamado graufe, feito de baunilha. Imperdível!

 

Vamos finalmente as minhas duas principais dicas? São meus dois lugares favoritos e as informações valem ouro, rs. Anote JÁ!

Hotel Costes

O Hotel Costes faz parte do Grupo Costes, que além do hotel, possui uma rede de restaurantes em Paris, que são simplesmente os restaurantes mais queridinhos da cidade (um exemplo é o L’Avenue!) . Tudo o que eles “tocam” praticamente vira “moda” e se torna sucesso. O Hotel é um clássico em Paris e também conhecido pela sua decoração que mistura o tradicional e o moderno, mas o mais incrível mesmo é o restaurante! Você pode escolher sentar do lado de dentro ou do lado de fora – que fica em um jardim bem bonito! – e é uma ótima opção tanto para o almoço quanto para o jantar.

O ambiente é mais badalado, e por ali você vai encontrar muita gente bonita. Você come e bebe ao som de músicas animadas e a noite a “meia luz” proporciona um cenário aconchegante e noturno. A comida é sem palavras, tudo muito delicioso! Também vale a pena experimentar os drinks. Com certeza quero voltar a cada visita que eu fizer em Paris.

L’Atelier de Joel Robuchon 

Pensa em um restaurante com 2 estrelas Michelin…não tem como dar errado né? É simplesmente de um dos chefs mais premiados do mundo, que “coleciona” restaurantes por Las Vegas, Toquio, Mônaco, Londres.. imagina só a delicia das comidas de lá! Em Paris, são duas unidades, uma na Champs Elysee e outra na Saint-Germain, que é minha preferida! O balcão enorme serve para você apreciar os pratos sendo feitos e também da pra optar por um menu degustação cheio de opções maravilhosas como Foie Gras, Tartar de Salmão, Ovo Pochê, Magret de Pato. Na minha opinião é aquela opção TEM QUE IR, sabem?

Espero que tenham gostado das dicas gastronômicas de Paris e que tenham a oportunidade de conhecer pelo menos algumas dessas opções tão especiais.

Boa semana para todas vocês!

Beijos da Alê.

 

 

G.Plus - Facebook -
20 fevereiro, 2018

Dicas de Viagem: Meu Roteiro pela Amazônia

Oi amores, tudo bem?

Há algum tempo prometi esse post de hoje para vocês. Quando postei meu shooting incrível na Amazônia (relembre aqui), comentei que traria dicas sobre esse destino encantador e contaria todo o meu roteiro de viagem para vocês. E hoje, finalmente, vim compartilhar toda minha experiência em 4 dias de diferentes experiências.

Embarquei rumo à Amazônia a convite da operadora de turismo “Turismo Consciente” que trabalha há cerca de 10 anos organizando roteiros apenas nessa região, por isso eles conhecem tudo por ali.

Fiquei hospedada no hotel Mirante do Gavião, que  fica na cidade Noivo Airão – cerca de 200 km de Manaus – e possui um clima bastante intimista, isolado e tranquilo. Conta com apenas 7 acomodações e foi todo construído em madeira de lei, prezando a sustentabilidade. A arquitetura do hotel já foi premiada e a estrutura combina perfeitamente arte e natureza, sem contar a incrível vista panorâmica para o Rio Negro.

Antes mesmo da viagem já recebi a programação dos meus dias por lá e fiquei super ansiosa para viver cada momento.

Cheguei em Manaus no dia 10 de janeiro e fui recepcionada pela equipe da Turismo Consciente com um translado privativo que me levou ao hotel Villa Amazônia localizado no centro histórico da cidade, lá passei apenas uma noite e ainda sim foi uma experiência deliciosa.

No segundo dia sai de Manaus após o café da manhã rumo ao Mirante do Gavião, mas o diferencial foi fazer esse trajeto de hidroavião. Uau! Vivi uma experiência super diferente em um sobrevoo por mais de 300 ilhas do Parque Nacional de Anavilhanas, e depois de 45 minutos pousamos nas águas escuras do Rio Negro em frente ao hotel.

Chegando lá, parti para visitar uma comunidade indigena da etnia Waumiri Atroari que faz parte da AANA(Associação de Artesãos de Noivo Airão) e por isso que conheci um artesanato regional cabloco e me encantei pelos assessórios da região, e pela simplicidade e simpatia dos índios. Após conhecer o artesanato, fui almoçar no flutuante Flor do Luar onde pude visitar uma galeria muito especial.

Pausa para um refrescante mergulho no mar e no fim do dia tive a oportunidade de deixar minha contribuição para a Amazonia plantando uma árvore. E não amores, não parou por aí! Depois de jantar no hotel teve passeio de voadeira pelas ilhas do Arquipélago de Anavilhanas para visualização de animais noturnos. Imaginem o quão especial e diferente foi isso?

Ao amanhecer do terceiro dia saimos de voadeira rumo a Madadá (1h30 de viagem), lá a programação foi visitar um sítio cabloco onde vimos árvores frutíferas da região e em seguida fizemos uma trilha de 3 horas (porém não era complicada!), durante todo o caminho conhecemos diversas curiosidades da floresta vendo desde bichos até seringueiras e cipós.

O almoço foi Mirante do Madadá com uma bela vista para o Rio Negro e comida gostosa. Na volta, paramos a voadeira para conhecer as famosas árvores gigantes da espécie Samaúma..são linda. A tarde, foi hora de explorar a praia do Camaleão e…uau! Que visual deslumbrante.

Água escura, doce, quente e areia branca. Inexplicável!

Quarto e último dia, acordamos bem cedo para contemplar o pôr do sol no Arquipélago de Anavilhanas. Acordar as 5h para apreciar um visual tão belo e inspirador foi gratificante e renoador. Sensação de que Deus estava falando comigo naquele momento! E com as energias renovados e uma dose extra de alegria em viver, fomos para o café da manhã do hotel.

E a última programação foi visitar o flutuante dos Botos Cor-de-Rosa e me divertir com as lendas que existem em torno do local e desses seres especiais.

Em apenas quatro dias, vivi uma das melhores experiências da minha vida. Essa viagem esta guardada em minha memória como um momento engrandecedor de conhecimento, aventuras e gratidão. Obrigada Turismo Consciente pelo convite e por me proporcionar dias como os que vivi ali.

O roteiro foi especial e pude explorar muito da beleza natural do local, além das diferentes experiências. Todo o acompanhamento e conhecimento da equipe também foi fundamental e fez diferença.

Se você tem o sonho ou curiosidade de conhecer esse destino, incentivo toda essa vontade e recomendo o trabalho impecável da Turismo Consciente.

Espero que tenham gostado das dicas e, assim como eu, tenham a chance de conhecer essa região tão simples e tão ricas ao mesmo tempo.

Beijos da Alê.

G.Plus - Facebook -