28 agosto, 2017

SPFW N44 – Detalhes dos dois primeiros dias de desfiles!

Oi meus amores, como vocês estão?

Eu estou super animada! E o motivo da minha empolgação é o começo da semana de moda aqui em São Paulo, claro, rs. Adoro essa loucura de acompanhar as tendências, assistir desfiles, pensar em produções, fotografar, participar de eventos especiais… sempre corrido, porém muito gratificante para quem ama e trabalha com moda.

A 44ª edição do SPFW teve sua agenda alterada. Cortaram a sexta-feira e iniciaram as apresentações no sábado com desfile de À La Garçonne, marca de Alexandre Herchcovitch em pleno Teatro Municipal. Não acompanhei de perto, mas por tudo o que vi e ouvi através das redes e colegas de profissão, achei o desfile um BAPHO!

A coleção foi apresentada na melhor versão street art com referência ao grunge dos anos 90 em fazendo um mix de culturas e estilos tanto nas peças quanto nas passarelas, no quesitos que iam desde os modelos até mesmo à ambientação que contou com uma trilha sonora que misturava batidas de funk com instrumentos de música clássica. Uau!

Na moda feminina, o estilo boyish predominou em uma apresentação completamente “fora dos padrões” e em uma passarela bastante urbana. Nas tendências, houve espaço para um mix artístico e teve muita parka, estampa militar, moletom, xadrez, flanela, tudo no melhor estilo maxi..cheio de camisão, jaquetões, botas pesadas, etc. Mas não se engane, rendas e florais também tiveram vez!

A mesma pegada tomava conta das produções masculinas. Produções monocromáticas e o vermelho também foram destaque dessa passarela!

Vale citar que a grife fez colaboração com diversas outras marcas, como Vans, Hering, Puket, Hope, Reserva e Montecristo, o que acabou trazendo um pouco da personalidade dessas colabs para a passarela. Particularmente, adorei a abertura da SPFW já com tamanho estilo.

Seguindo o line-up da semana, no domingo foi a vez de Iódice apresentar sua nova coleção. E o cenário da vez? O charmoso e luxuoso Palácio Tangara!

Para comemorar os 30 anos de grife, Valdemar Iódice e Simone Nunes apostaram no tema Tropical Art. A passarela teve uma pegada mais fashionista! Em um primeiro momento, o marinho com vermelho, em um estilo mais navy, tomava conta das produções que misturavam muito brulho, crochê, recortes e geometria.

Depois, chegou a vez dos tons terrosos com destaque para o mostarda e esse “vermelho tijolo” que parece ser a grande aposta da marca para a temporada. Listras e franjas tomaram conta das passarelas, e a renda e o vinil também mostraram que ainda têm vez em algumas produções. Achei tudo de muito bom gosto.

Só nesses dois primeiros dias já deu pra reparar que o comprimento midi e o estilo maxi estão com tudo, né?

Já to aqui louca para acompanhar as novidades do terceiro dia de Fashion Week. Hoje tem Vix, Fabiana Milazzo, Lilly Sarti, Tryia, entre outros babados, rs.

Amanhã volto com os detalhes das passarelas de hoje!

Beijos da Alê.

G.Plus - Facebook -

• Você também pode gostar destas matérias •

• Faça um Comentario no Facebook deste assunto •

• Comentário no blog deste assunto é aqui •

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *