21 fevereiro, 2018

LFW: 7 grifes britânicas para ficarmos de olho!

Oi minhas lindas,

Ontem chegou ao fim mais uma semana de moda internacional, a London Fashion Week. E depois de analisar alguns desfiles dessa temporada de outono/inverno 2019, percebi o quanto precisamos parar de “olhar” apenas as grandes marcas internacionais reconhecidas em diversos cantos do mundo e devemos valorizar mais marcas igualmente importantes, porém menos prestigiadas.

Claro que uma vez que a grife está apresentando sua coleção em uma semana de moda renomada já sabemos que é uma marca grande e de muito potencial, além de com certeza possuir papel de destaque ao menos na moda de seu país ou cidade de origem.

Quando pensamos em semana de moda de Londres imaginamos as passarelas de marcas como Burberry, Peter Pilotto e Maison Margiella, não é mesmo? E aposto que você já viu muitos detalhes dessas apresentações nesses últimos dias. Mas que tal sairmos de nossa zona de conforto e focarmos nos desfiles de outras grifes não tão faladas aqui no hemisfério sul, porém grandes apostas e promessas da moda internacional…

Halpern

No meu top 5 dos desfiles dessa edição de LFW com certeza está a passarela da Halperns. A marca tem sido uma das grandes apostas não só da mulherada inglesa, mas também de muitas estrelas pela mundo uma vez que nomes como Diane Kruger, Amal Clooney e Giovanna Battaglia já vestiram produções da grife.

Não a toa né? Vejam só que coleção baphonica! Cheia de brilhos, glitters e paetê, a coleção lembra o estilo disco dos anos 80. Além disso ainda teve muito animal print (atenção pra estampa de zebra!) e cores, muitas cores, principalmente pink, roxo, azul e verde <3. E os desenhos das peças? Vontade de vestir tudo isso e sair arrasando.

Delpozo

Falando em cores, eu duvido vocês não se apaixonarem pela coleção dessa marca chamada Delpozo. A grife desfilava no line up da NYFW até a temporada passada, então essa foi sua estréia na LFW. Descobri que o estilista da Delpozo é também arquiteto, e acredito que seja por isso o uso de formas, assimetria e um design tão pessoal em suas produções.

A primeira parte do desfile parecia mais romântica e feminina em peças de alfaiataria e uma paleta de cores basicamente fixada no off white, bege, pink e azul.

Depois veio a surpresa do xadrez, tweed, brilhos e paetes em produções com cores mais vibrantes. Os acessórios também foram um show a parte. Cinto em formato de flor e os scarpins com uma espécie de meia brilhosas chamaram muito a atenção, e já nos faz perceber que aquela história de meia com sapatos abertos não ficou inverno passado. Bom, não posso negar que essa marca, essa coleção e esse desfile também foi direto pro meu top 5.

Roksanda

Mais uma prova de que as cores virão com tudo nos climas mais frios foi a passarela de Roksanda. Nunca ouviu falar? Pois anote aí porque as tendências apresentadas na coleção da marca são fortes e ao mesmo tempo minimalistas, daquele jeito que toda mulher adora né?

Ponto alto da coleção foram os looks estilo “pijama” com muito cetim e conjuntinhos. Em segundo lugar eu citaria as cores candy que trouxeram leveza para uma passarela onde também vimos muito casacos de pelo e xales de tricot.

Mais uma vez o bege e pink foram muito presentes. Os shapes eram leves e maleáveis, mas confesso que essa apresentação me lembrou muito a do Phillip Lim em NY…as candy colors e as amarrações no pescoço, já havia visto isso em algum lugar!

Erdem

Se você ainda não sabe, é bom saber: a Erdem está se tornando uma das marcas mais adoradas entre as britânicas. De personalidade única, o desfile dessa temporada teve inspiração nos anos 20 e uniu produções mais sérias à aquelas mais estilo festa com muito brilho!

veludo molhado com aplicações, lã, tweed, terninho e shapes retos com comprimento midi..tudo isso foi visto da passarela de Erdem.

Minha amada estampa de xadrez esteve presente mixando looks comportados com looks mais descolados. A parte mais descontraída do desfile também ficou por conta de peças metalizadas cheias de glamour.

David Koma

David Koma é a marca homonima do estilista que – obviamente – carrega esse nome. Até o fim do ano passado, ele assumia a direção criativa da Mugler. Só posso aplaudir a coragem e ousadia de um desfile e uma coleção tão cheia de detalhes e movimentos. Uma das melhores apresentações da temporada!

Shapes femininos em peças que envolviam franjas, couro, pelos, plumas, transparência…o tema escolhido foi folclórico, o estilista explorou outros horizontes e até se baseou em tribos americanas. Moderno e elegante na medida certa, daquelas passarelas em que eu usaria cada produção.

Shrimps

Shrimps é uma marca reconhecida pelas suas peças de pele fake que são paixão de muitas fashionistas, como Alexa Chung. A grife vive lançando peças e produções que mais tarde se tornam desejo e referência no mundo da moda, por isso, deixa anotadinho também esse nome!

Adorei a mistura de cores, estampas e texturas. A marca escolheu um formato de apresentação e não de passarela, mas juntando o contexto da coleção e o cenário do espaço, tudo ficou muito mais divertido. Atenção às bolsas, aos “chinelos” com meia, pelos e brolhos e aos shapes maxi.

Richard Quinn

Depois que a Rainha Elizabeth II compareceu ao desfile de Richard Quinn e ainda homenageou o estilista com o premio Queen Elizabeth II Award for British Design, não tem como não nos interessarmos em saber mais sobre a marca e sua história. A honraria foi criada para reverenciar nomes emergentes da indústria da moda britânica e esse foi o primeiro prêmio a ser entregue (as homenagens serão anuais). Essa foi a estréia da rainha em uma semana de moda e ela assistiu o desfile na fila A ao lado de Anna Wintour, editora-chefe da Vogue americana (fofíssimo essa carinha dela de surpresa com o desfile!rs).

Com tamanha originalidade e ousadia, ficou claro o merecimento do estilista por esse prêmio. A marca é conhecida pelo seu mix irreverente de estampas, muitas camadas e volumes e claro, muitas cores!

Tantos detalhes que nossos olhos não sabem nem para onde olhar, não é?

E então amores, gostaram desse “apanhadão” da LFW? Procurei sair do óbvio das matérias sobre os Fashion Weeks internacionais e também trazer para você todos os lados da moda mundial.

Agora seguirei acompanhando a semana de moda de Milão que começou hoje. Logo mais embarco para essa linda cidade da moda e depois vou rumo a Paris acompanhar também a PFW. Trarei novidades em primeira mão para vocês, tá?

Beijos da Alê.

G.Plus - Facebook -

• Você também pode gostar destas matérias •

• Faça um Comentario no Facebook deste assunto •

• Comentário no blog deste assunto é aqui •

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *