4 Abril, 2018

Dicas de Viagem: Minhas experiências em Courchevel

Oi amores,

Na semana passada voltei de uma viagem super encantadora, o destino da vez foi diferenciado: os Alpes Franceses, mais especificamente Courchevel, conhecida como a maior e mais luxuosa estação de ski do mundo.

Courchevel fica quase na fronteira da França com a Suiça, por isso para chegar lá você pode fazer diferentes caminhos pelos dois países. O lugar é um sonho para os amantes de ski, mas mesmo quem não é fã do esporte também costuma se apaixonar por esse destino. A estação é dividida em 5 altitudes, que configuram as pistas de ski para iniciantes, intermediários ou avançados.

Lá tudo é uma bela paisagem e quanto mais você sobe as montanhas mais mágica parece que a cidade vai se tornando. Eu e meu marido escolhemos nos hospedar no maravilhoso Le K2, localizado na pista de Cospillot, a mais alta do Vale, conhecida como Courchevel 1850. A área, também chamada de “Village Palace”, concentra hotéis e chalés renomados e um vilarejo com lojas de grandes marcas internacionais, além de poder se apreciar dali as vistas mais espetaculares.

O Le K2 é minha dica número 1 em Corchevel. A experiência de se hospedagem em um hotel considerado “6 estrelas” supera as expectativas e realmente cumpre tudo que promete. A começar pela arquitetura e design super aconchegantes e requintados. São apenas 29 acomodações em um ambiente repleto de comodidade e bem estar.

Toda uma atmosfera onde você realmente consegue viver a experiência de estar em meio a montanhas, conhecendo os alpes franceses e envolto por muita neve e um cenário que parece até cenográfico.

Lá também existe um espaço para comprar e alugar equipamentos de ski. Todo conforto e disponibilidade para aproveitar o melhor do destino são oferecidos logo dentro do hotel.

Para quem curte esquiar, as pistas são de ótima qualidade e uma extensão de  instrutores se espalham por todo o resort oferecendo diferentes experiências e possibilidades. Você pode percorrer todo o local através de lifts e teleféricos que caminham pelas estações.

E não dá pra negar que também Courchevel é um verdadeiro paraíso da boa gastronomia e boas compras. Restaurantes premiadíssimos e lojas de luxo se concentram ali.

Falando em gastronomia, vocês sabem que se há algum prazer nessa vida que eu adoro investir meu tempo e dinheiro é com bons restaurantes e boa comida, rs. Sou super adepta a viver diferentes experiências gastronômicas principalmente durante minhas viagens.

E como vocês sempre me pedem dica de o que conhecer e onde comer, vou compartilhar os restaurantes que frequentei com Courchevel e comentar um pouco sobre eles. Anotem as dicas!

Le Montgomerie

O Le Montgomerie é um dos restaurantes que ficam dentro do Hotel Le K2. É super exclusivo e intimista com pouquíssimas mesas e só abre para o jantar, por isso exige reserva com bastante antecedência. Ali se vive uma verdadeira experiência gastrônomica. As duas estrelas Michelin não negam um menu super gourmet e original.

O clima é super aconchegante com uma linda vista para as pistas e montanhas. O menu de drinks e comidas é inusitado e o esquema é como uma degustação de ingredientes diferenciados e super de qualidade. Tudo estava incrível!

Esse foi um dos pratos que provamos. Além de tudo a apresentação também é maravilhosa.

Le Base Kamp

Ainda parte do Le K2, nós também experimentamos o serviço do Le Base Kamp, restaurante mais descontraído com ambiente aberto e em meio as pistas de ski. Foi a melhor opção para uma parada rápida, prática e de quebra saborosa durante nossas aventuras de esquiagem, rs.

Comi um peixinho leve e super delicioso. Vale a parada, sim!

Le Chabichou

o Le Chabichou é um outro hotel bastante tradicional de Courchevel, mas o seu restaurante, que carrega o mesmo nome do hotel é outro local bastante disputado por lá. Também possui 2 estrelas Michelin e por isso exige reserva. O ambiente é luxuoso e encantador e a comida não teria como ser diferente, é divina!

La Fromagerie

IMPERDÍVEL! O La Fromagerie é um restaurante mais rústico com menu que inclui opções de fondues e racletes. Peçam o fondue de queijo com trufas, foi simplesmente o melhor que já comi na minha vida, rs.

Le Nammos

Quer agito e praticidade ao mesmo tempo? Le Nammos é o lugar! O restaurante já é famoso na Grécia, e não da pra negar que também é hit em Courchevel. Ele está localizado em meio as pistas, por isso é uma ótima opção de parada entre uma jornada de ski e outra sem ter que ir até o centrinho da cidade. Foi uma das melhores vibes que senti por lá! Além de um menu delicioso de comidinhas e drinks, fica rolando música boa em um som alto, o pessoal se empolga e até sobem nas mesas para dançar e curtir.

É uma opção maravilhosa de happy hour no fim da tarde com muita badalação e gente bonita em meio a neve e a um cenário tão surreal. Parada obrigatória!

Le 1947

E por último, uma das experiências mais surreais que já vivi no mundo gastronômico, rs. A começar que o Le 1947 é o restaurante do top hotel Cheval Blanc, que faz parte do grupo LVMH e possui outras unidades – apenas – em Maldivas e St Barths. Esse é mais um restaurante conhecido por sua premiação de estrelas Michelin e por isso também é super exclusivo. Comporta apenas 22 clientes que ali vivem um modelo de menu degustação que nunca vi nada parecido. A cada prato que chega até a mesa é uma surpresa nova. Tudo extremamente saboroso e não poderia deixar de citar a massa de brioche que fizeram na hora em nossa frente. Virei fã e voltaria inúmeras vezes!

Quem estiver com viagem marcada a Courchevel ou pretende conhecer a cidade em breve, não deixem de anotar essas dicas, são realmente valiosas, rs.

O destino é realmente dos sonhos e tudo por lá é surpreendente. Vale cada detalhe, cada experiência.

Beijos da Alê.

G.Plus - Facebook -

• Você também pode gostar destas matérias •

• Faça um Comentario no Facebook deste assunto •

• Comentário no blog deste assunto é aqui •

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *