4 outubro, 2017

PFW: Os Principais Destaques da Semana de Moda de Paris

Bom dia amores,

Ontem chegou ao fim a última – porém não menos importante – semana de moda, a Paris Fashion Week, que, como todo ano, foi palco de apresentações de muitas das marcas mais cobiçadas e respeitas mundialmente, como Chanel, Dior e Balmain, por exemplo. Infelizmente não tive a honra de estar na cidade Luz e acompanhar de perto toda a badalação desses sete dias intensos, como consegui com a MFW.

Alias, no momento estou em Minas Gerais acompanhando o Minas Trend, rs. Haja pauta pra moda, né amores?

Mas, falando de PFW, é claro que fiquei de olho nos principais desfiles e vim trazer para vocês os destaques e babados das minhas apresentações preferidas nessa temporada, que foi realmente marcante e teve muitas coleções, grifes e apresentações em evidências! Vem comigo…

Dior: Pop Art na coleção e Ladrilhos, Boinas e Botas 3/4 com amarração estilo “Arrastão” como os grandes hits!

Um desfile com tema feminista e artístico em que envolvia toda a coleção primavera/verão 18 da marca que está simplesmente divina e, como sempre, super usável e desejável!

Jeans, P&B, Xadrez, Transparência, Brilhos, Poá, Listras..tudo isso em versões leves, femininas e em um estilo muito mais para o cool do que para o classy, e para mim, esse foi um dos grandes “wow” que a Dior causou, além de todo o cenário do desfile que foi super artístico.

Balmain: Mix de Texturas e P&B em destaque

Balmain não perdeu seu clássico estilo bordado e barroco, porém dessa vez veio com uma coleção muito mais sensual e remixada, misturando alfaiataria, vinil, veludo, plumas, tricô, e tudo mais que você possa imaginar, e quase todo o desfile foi no clássico mix Preto e Branco.

É aquele bom exagero que toda boa fashionista morre de vontade de usar, e até quem não é fashionista tem vontade de experimentar um dia não, é? Confesso que foi uma das minhas coleções preferidas dessa edição, tudo muito encantados e bem estruturado.

Givenchy: A estréia de Clare Waight Keller com uma coleção minimalista em peças de uso fácil

Escolhi falar sobre o desfile da Givenchy mais pela estréia da nova estilista, Clare Waight, ex Chloé, ocupando o lugar que era de Ricardo Tisci e já foi de outros grandes nomes, do que propriamente pela apresentação e coleção da marca. Clare chegou querendo mudar um pouco a proposta de Givenchy e “inovou” com peças mais minimalistas e casuais, na minha opinião, perdeu um pouco daquele brilho e trabalhou e construiu e destacou o nome da Givenchy nos últimos anos, mas fica aí os detalhes para se pensar e analisar…

Não dá pra negar que a coleção está sim bonita. Foco para os ombros mais robustos e as botas estilos “country”, porém, senti falta de peças mais poderosas.

Balenciaga: Desfile polêmico com peças exageradas, cores extravagantes, estampas ousadas e o tão comentado crocs de plataforma

Outro desfile que não foi meu favorito, porém foi muito comentado e criticado (dessa vez pelo oposto de Givenchy) por extravagância e ousadia, foi o da grife Givenchy. Demna Gvasalia adora chocar e realmente esteve abaixo de todos os holofotes da moda com essa nova coleção cheia de detalhes marcantes.

Entre esses “detalhes” teve mix de estampas que foram do clássico xadrez ao leve floral com prints digitais, além da maxi estampa de dólares, também teve cores vibrantes, botas-meias, scarpins com maxi spikes, crocs com plataformas (isso mesmo!), pochete com monograma e muita camisaria. E aí, será que alguma dessas tendências-Balenciagas vai fazer a cabeça de fashionistas? Vocês apostam em quem usando essas peças, hein?

Elie Saab: Verde, Azul, Amarelo e muita estampa de Animal Print e folhagens  invadiram a passarela de Elie Saab em uma coleção inspirada na Amazônia brasileira que foi apresentada ao som de funk carioca .Uau!

O estilista ganhou o coração de nós, brasileiras, só pela escolha do tema de sua coleção primavera/verão 2018, a nossa queria Amazônia brasileira, que está tão ênfase mundo à fora. E o resultado foi uma moda festa ainda mais feminina, e pasmem, com uma pegada sensual e sexy em meio à um cenário todo verde que lembrava realmente uma floresta, e ainda, ao som de funk. Arrasou!

Os vestidos da marca já são famosos por vestir celebs e fashionistas em muitos red carpets de peso, e dessa vez, o estilista se superou ainda mais trazendo cores vibrantes, estampas de folhagens, píton, franjas, aplicações, fendas, minisaias, couro e seda. Foi uma apresentação de tirar o fôlego e uma das minhas preferidas, acompanha de longe, claro.

Valentino: Jovem, fresh e o acessório que rendeu comentários: A Pochete!

O que comentaram após o desfile incrível da grife Valentino foi que parece que o estilista Pierpaolo Piccioli está querendo investir no público mais jovem, na geração millenials quem sabe. De fato, a coleção está com uma pegada muito mais cheia de tendências, porém com peças muito fáceis de usar e cheias de personalidade. Aliás, uma das apostas do momento é a bolsa-pochete, que rendeu comentários positivos após a apresentação nas passarelas, e eu também amei! Alias, amei toda a coleção.

Desde às peças até a paleta de cores, as escolhas eram leves e femininas. E claro, não ficaram de fora os bordados, as sobreposições, volumes e transparências. Desejei tudo!

Chanel: Em um cenário de cachoeira, cascata e grutas, as modelos desfilavam com capas de chuva e o PLÁSTICO foi o material protagonista

Acho que o sonho de consumo de toda mulher não só que trabalha com moda, mas que ao menos ama o mundo da moda, é poder um dia ir a um desfile da Chanel no Grand Palais em Paris. Sempre uma nova apresentação deslumbrante e surpreendente. Dessa vez não foi diferente. O Grand Palais se transformou em lago/riacho com cascatas, cachoeiras e arbustos, já lembrando a vida ao ar livre, e o impacto mesmo veio com a coleção do brilhante Karl Lagerfeld que soube trazer todo esse efeito molhado às produções, com muito PLÁSTICO!

Alguma vez você já havia imaginado que capa de chuva poderia ser protagonista de um desfile da Chanel? Pois bem..Agora imagine pensar em botas, luvas, bolsas, chapeus (e qualquer outro acessório) assinado pela Chanel de PLÁSTICO? Também já havia imaginado? Creio que não né?

Claro que o clássico tweed também teve vez, mas dessa vez vieram diferentes produções com styling de barriga de fora, maxi peças, minissaia, jeans, entre outras “ousadias” fashions. Além dos destaques nos acessórios de cristais com “efeito molhado” e em bolsas extra large. Amei tudo! Meu sonho um dia ir em um desfile da Chanel, rs.

 

E aí amores, o que acharam dessa edição de PFW? Pra mim, superou as expectativas!

Tiveram outros desfiles incríveis como Lanvin, Stella McCartney, Saint Laurent, Miu Miu, Hermés, etc, mas o post ficaria muito grande se fosse falar de todos esses, por isso optei pelos mais polêmicos e baphônicos, rs. Gostaram?

Depois volto com notícias e novidades do Minas Trend!

Beijos da Alê 

 

 

G.Plus - Facebook -

• Você também pode gostar destas matérias •

• Faça um Comentario no Facebook deste assunto •

• Comentário no blog deste assunto é aqui •

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *