7 julho, 2017

Meu Top 5 da Semana de Alta Costura em Paris

Oi amores,

Essa semana rolou a famosa Semana de Alta Costura em Paris.

A alta costura foi originada justamente na França e carrega esse nome porque consiste na moda de alta qualidade com a utilização de técnicas manuais. Existe até uma Câmara Sindical com normas e regras para avaliar se determinada marca ou estilista se encaixa na definição de alta costura.

Sabendo disso, vocês já podem imaginar a dimensão e repercussão que causa a Semana de Alta Costura para o mundo da moda, né? E eu adoro porque além de Paris virar o palco de desfiles deslumbrantes, a gente sabe que as apresentações que estão rolando são da moda no seu sentido mais puro.

Separei cinco dos desfiles dessa temporada que mais gostei e chamaram minha atenção, e assim vocês também podem ficar um pouco por dentro das tendências das principais grifes internacionais. Confiram:

Chanel

Não tem como falar de Alta Costura sem falar de Chanel, né amores? rs.

Pode passar a temporada que for, acredito que a marca sempre vai fazer parte dos meus desfiles favoritos e das coleções mais desejo!

Nessa edição, Karl Lagerfeld se inspirou na Torre Eiffel e em toda sua arquitetura. Dentro do Grand Palais, a grife, que já possui referências tradicionais, apostou em detalhes volumosos, muita alfaiataria, botas e a cor cinza foi destaque de todo o cenário. E tudo isso sem abandonar o clássico tweed que já é marca registrada da grife e suas coleções.

Giambatista Valli

Confesso que Giambatista Valli não seria uma das minhas escolhas caso eu pudesse escolher algum desfile para acompanhar durante a Semana de Alta Costura. Mas nessa edição, a grife me surpreendeu positivamente com uma coleção completamente feminina e charmosa.

Achei que as melhores e mais reais tendências estiveram nessa passarela: floral, sobreposição, drapeado, ombro-a-ombro, mix de cores e estampas, drapeados. E tudo isso foi incrivelmente unido de uma forma suave em um desfile que parecia um verdadeiro sonho ou conto. A novidade ficou por conta dos vestidos de festa em estilo mullet. Vocês gostam?

Dior

Dior veio pra comprovar de que não há duvidas de que o cinza e a alfaiataria são os temas de ordem!

Dessa vez, a grife apresentou uma proposta mais boyshi e heavy, trazendo modelagens masculinas para o guarda-roupa feminino e apostando no estilo mais pesado com muita peça maxi, inclusive nos sapatos.

Valentino

Valentino me ganhou na forma como usou o minimalismo e na escolha da cartela de cores.

Não é daquelas coleções mais exuberantes, mas gostei de como do estilo modernista apresentando justamente um tema que ja abordei aqui no blog, o Oversized Minimalista, que nada mais é do que peças maxi que tinham tudo para ser “too much”, mas combinadas de forma, recortes, e maneiras completamente simples que dão todo um estilo para um look “nada”!

Elie Saab

Se tratando de moda festa, sofri pra escolher o meu favorito entre Elie Saab e Rodarte, mas Elie Saab venceu no quesito vida real. Já alguma produção com um Elie Saab que não tenha sido deslumbrante e não tenha entrada para pautas de melhores looks de gala?

Ok, os bordados e transparências já são pontos chaves da grife. O diferencial dessa temporada, na minha opinião, foram os veludos, as capas e plumas. A apresentação do desfile parecia digno de princesa.

 

Quem mais acompanhou essa Semana de Alta Costura? Quero saber o que vocês acharam!

Beijos da Alê.

 

 

G.Plus - Facebook -

• Você também pode gostar destas matérias •

• Faça um Comentario no Facebook deste assunto •

• Comentário no blog deste assunto é aqui •

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *